Destaques

28 de Novembro de 2016 | TEATRO CHABY PINHEIRO – NAZARÉ

Veja o Programa aqui

Dia Internacional das Cooperativas 2016

Download Convite | Download Programa

Dia Internacional das Cooperativas 2016Cooperativas: O poder de agir para um futuro sustentável

Mensagem do Dia Internacional das Cooperativas 2016

Este ano a celebração do Dia Internacional das Cooperativas será organizada em Portugal pela CONFAGRI, com o apoio da CONFECOOP e CASES. A sessão solene comemorativa realizar-se-á em Paços de Ferreira, no dia 2 de julho, e o programa final está a ser ultimado pela organização. Deixamos desde já a mensagem da Aliança Cooperativa Internacional para este ano, que se alia aos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável fixados pelas Nações Unidas em 2015, como metas para cumprir até 2030.

Os dezassete Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações UnidasA 2 de julho, o Dia Internacional das Cooperativas celebrará o modo como as empresas cooperativas contribuem para alcançar os dezassete Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas que estabelecem, até 2030, uma agenda ambiciosa para acabar com a pobreza, combater as alterações climáticas, assegurar a qualidade de vida e a inclusão para todos.

As cooperativas, enquanto entidades assentes em valores e princípios vocacionados para satisfazer as necessidades das pessoas, são parceiros bem colocados para ir de encontro dos ODS, contra a fome, pela segurança alimentar, pela igualdade de género, pelo crescimento inclusivo e pela produção e consumo sustentáveis, entre outros objetivos.

Os ODS refletem muitos dos objetivos delineados no Plano de Ação para a Década Cooperativa, uma estratégia global para que as cooperativas se tornem líderes reconhecidas na sustentabilidade económica, social e ambiental, o modelo preferido pelas pessoas e a forma empresarial de mais rápido crescimento.

Ao adotarem os ODS, em setembro de 2015, os Estados membros das Nações Unidas reconheceram o papel que as cooperativas desempenham enquanto atores no setor mercantil da economia social.

Ler mensagem na íntegra traduzida pela CASES
Os dezassete Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas

ASSEMBLEIA GERAL OCPLP
Maputo, Moçambique, 14 de junho

A CONFECOOP esteve presente na Assembleia Geral da OCPLP – Organização Cooperativista dos Países de Língua Portuguesa, que decorreu no dia 14 junho de 2016, em Maputo, República de Moçambique. A Mesa da Assembleia Geral foi presidida por nós e secretariada pela Confederação Nacional das Cooperativas de Timor Leste... LER MAIS

Colóquio "O mutualismo e o futuro da proteção da saúde na Função Pública"

Organização CIRIEC Portugal em colaboração com a Associação 30 de Julho para a defesa Justa e Sustentada dos Beneficiários da ADSE
3 de junho I entre as 10h30 e as 12h45 I Auditório Montepio Geral, Rua Áurea, Lisboa
PORTUGAL ECONOMIA SOCIAL 2016

Iniciativa enquadra-se no debate em curso na sociedade portuguesa sobre a ADSE e o seu futuro.

Entre os vários intervenientes estará Thierry Beaudet, presidente do Groupe MGEN (Mutuelle Générale de l'Éducation Nationale), a maior mutualidade de saúde em França.

Download programa
Documento em discussão pública pela Comissão de Reforma da ADSE, desde o meio dia do dia 2 de junho e em que se baseará também este colóquio.

PIRILAMPO MÁGICO JÁ ESTÁ A BRILHAR!

Associe-se a esta Campanha da FENACERCI
LEMA : SOMOS QUEM SOMOS

As pessoas com deficiência não são o que os outros querem que sejam. São quem são: pessoas que querem ver respeitada a sua dimensão individual, cidadãos de pleno direito que reclamam igualdade de oportunidade. Por isso reafirmamos perante a sociedade: somos quem somos. Pessoas com deficiência sim, mas com os direitos, expetativas e sonhos que são devidos a qualquer outra pessoa. Por isso, não falem por nós: falem connosco! Façamos junto o caminho para uma sociedade cada vez mais inclusiva e fundada em valores como a igualdade e a solidariedade

CONCEITO:

Este ano de 2016 associamo-nos ao Ano Internacional do Entendimento Global, que procura contribuir para a erradicação da pobreza, do desenvolvimento sustentável e diálogo intercultural através da educação, das ciências, da cultura, da comunicação da informação considerando, que o educar para a cidadania, implica alcançar a educação de qualidade para todos e a aprendizagem permanente ao longo da vida. Acreditamos que, é sustentados na cooperação e virados para o desenvolvimento que, seremos capazes de construir uma sociedade onde os direitos e as oportunidades, sejam iguais para todos. É essa a luz que queremos alimentar com o Pirilampo Mágico.

Conhecer melhor: http://www.fenacerci.pt/web/pirilampo/2016.html

5ª EDIÇÃO do Prémio COOPERAÇÃO e SOLIDARIEDADE ANTÓNIO SÉRGIO 2016

As candidaturas decorrem entre 1 e 30 de junho de 2016.

Mais informações em www.cases.pt

OFERTA DE ESTAGIÁRIOS PARA EMPRESAS DE ACOLHIMENTO - PROGRAMA ERASMUS +

A Confederação Empresarial de Comércio da Andaluzia está a colaborar com o Ministério Regional de Educação de Governo da Andaluzia, em projectos de mobilidade concedidas pelo Erasmus +, estando a recrutar estagiários para empresas de acolhimento.

LER MAIS

A CONFECOOP ADERIU À PLATAFORMA DE APOIO AOS REFUGIADOS

BOLSAS ES JOVEM / NOS ALIVE - Candidaturas até 15 de setembro

Por decisão da Direcção, a Confecoop aderiu à Plataforma de Apoio aos Refugiados na qualidade de membro aderente, tendo o Presidente da Direcção participado na apresentação pública da Plataforma que se realizou no passado dia 04 de Setembro.

Saiba mais

COMUNICADO da Direcção da Confecoop

CONFECOOP
CONFECOOP SOLICITA AO PRESIDENTE DA REPÚBLICA A NÃO PROMULGAÇÃO DA LEI DE ALTERAÇÃO AO CÓDIGO COOPERATIVO

Com os votos a favor do PSD, do CDS e da maioria dos Deputados do PS (2 contra e 1 abstenção) e os votos contra do PCP, do BE e do PEV, o Plenário da Assembleia da República aprovou no passado dia 22-07-2015, o Projeto de Lei nº 898/XII/4ª, que procede à primeira alteração ao Código Cooperativo.

A entrada em vigor da Lei de Bases da Economia Social determinou a revisão do Código Cooperativo e demais legislação aplicável às Entidades da Economia Social.

Com esse objetivo, foi constituído no âmbito do CNES - Conselho Nacional para a Economia Social, o Grupo de Trabalho para a Revisão da Legislação Cooperativa.

Embora a CONFECOOP considerasse que a revisão do Código Cooperativo não era prioritária nem determinante para o Sector Cooperativo, ela impunha-se face à evolução registada na sociedade portuguesa e, naturalmente, no sector cooperativo nacional e internacional.

LER MAIS »

Download da CARTA dirigida a Sua Excelência o PRESIDENTE DA REPUBLICA

ACICooperativas juntas para cumprir os

5 OBJETIVOS PARA A DÉCADA COOPERATIVA

da Aliança Cooperativa Internacional

 

Princípios do Plano de Ação:

 

PARTICIPAÇÃO
As cooperativas são melhores porque são um modelo negocial que põe as pessoas no cerne do processo decisório económico e permitem um jogo mais limpo na economia mundial. O objetivo é desenvolver a nossa identidade externa.

 

CooperativasSUSTENTABILIDADE
As cooperativas são melhores porque o seu modelo negocial cria maior sustentabilidade económica, social e ambiental.

 

IDENTIDADE
A Identidade cooperativa - valores fundamentais e princípios cooperativos - tem de ser comunicada através de uma poderosa e distintiva mensagem, que assegure que as cooperativas sejam vistas e compreendidas por todos, dos decisores políticos ao público em geral. O objetivo é, por isso, construir a mensagem cooperativa e garantir a observância da identidade cooperativa.

 

ENQUADRAMENTO LEGAL & CAPITAL
Com o valor intrínseco e respeito pelo modelo cooperativo claramente estabelecido, com uma distinta identidade cooperativa e um propósito detalhado, viramo-nos para o enquadramento legal que garanta o apoio à atividade e às organizações e os recursos que ajudam a consolidar o movimento.

 

As cooperativas inserem-se num quadro legal. Este quadro desempenha um papel determinante na viabilidade e existência das cooperativas. O Plano de Ação procura garantir quadros legais que apoiem o crescimento cooperativo.

As cooperativas devem poder aceder a capital se quiserem criar-se, crescer e prosperar. O objetivo é garantir capital cooperativo de confiança mantendo o controlo pelos membros.

 

» PLANO DE AÇÃO PARA UMA DÉCADA COOPERATIVA

Parlamento Europeu adopta Resolução sobre o contributo das cooperativas para ultrapassar a crise

Relatório do Parlamento Europeu sobre o contributo das cooperativas para ultrapassar a crise 2 de julho 2013, Estrasburgo

Com base no Relatório da Comissão da Indústria, da Investigação e da Energia do PE (relatora Patrízia Tóia), de 12 de junho de 2013, aprovado a 30 de maio de 2013, o PE adopta a Resolução sobre o contributo das cooperativas para ultrapassar a crise subscrevendo o relatório praticamente na íntegra.

A Resolução debruça-se sobre a importância estratégica das cooperativas na resolução dos problemas das sociedades atuais, como o desemprego e a desestruração do universo laboral e das economias locais.

Divide-se em cinco tópicos: Introdução, fazendo o enquadramento geral da atividade cooperativa nos Estados Membros e principais características e contributos para as economias nacionais e europeias; Quadro Normativo e principais aspetos a rever e a melhorar por forma a salvaguardar as cooperativas e apoiar o seu desenvolvimento; Transmissão e reestruturação de empresas, e o papel específico das cooperativas no apoio a empresas em crise e na estabilidade do emprego e relações laborais; e finalmente o Acesso ao financiamento e apoio às empresas cooperativas, considerado o acesso ao crédito um dos problemas mais graves com que as cooperativas se debatem, devendo haver condições específicas para estas entidades dada a natureza da sua atividade, por comparação com as outras empresas [dos setores lucrativos].

LER MAIS »

CONFECOOP

Confederação Cooperativa Portuguesa

A Confecoop, enquanto estrutura representativa do sector cooperativo não agrícola, assume como objectivo essencial a consolidação de um modelo continuo de funcionameno que promova e facilite a interacção com as estruturas associadas / pares do sector e projecte uma imagem positiva e credível junto dos interlocutores institucionais e da comunidade em geral.

CONFECOOP

 

Visão

Sector cooperativo não agrícola moderno, dinâmico e coeso, publicamente reconhecido como parceiro económico e social incontornável e claramente associado aos valores que os distinguem de outros modelos empresariais.

CONFECOOP

 

Missão

Promover o fortalecimento do cooperativismo pelas vias da modernização, da competitividade, a qualidade e valores, tendo em vista a afirmação da sua importância e indispensabilidade para a Economia e para a Sociedade.

»

GERAÇÃO COOPGeração Coop: Despertar para o cooperativismo!

Junta-te a nós!

Contactos

Avenida Santos Dumont, 57 - 2º Dir.

1050-202 Lisboa

Portugal

Email: confecoop@mail.telepac.pt